A fábula de João Cabral

· Outras Poéticas
Autores
"Desejei longamente liso muro,e branco, puro sol em si..."

"Desejei longamente liso muro,e branco, puro sol em si..."

Reza a lenda que Anfion, filho de Zeus e Antíope, fundou as muralhas de Tebas com o simples tocar de sua lira; tal exemplo de uma arte que transpõe fins meramente decorativos para se tornar ela própria artefato sólido, mineral, salutar impulsionou João Cabral de Melo Neto a compor sua Fábula de Anfion, um belíssimo poema sobre o fazer poético, talvez mais precisamente sobre a impossibilidade de correspondência exata entre a criação artística e a idéia que a concebeu, um paradoxo que certamente tomou muitas noites e obras do poeta. O Anfion da fábula, carregando não a lira mas uma flauta rústica, alegoriza o poeta insatisfeito com a própria obra que, como se viva, recusa-lhe o jugo. Eis alguns excertos:

Fábula de Anfion

2. O acaso

No deserto, entre os
esqueletos do antigo
vocabulário, Anfion,

no deserto, cinza
e areia como um
lençol, há dez dias

da última erva
que ainda o tentou
acompanhar, Anfion,

no deserto, mais, no
castiço linho do
meio-dia, Anfion,

agora que lavado
de todo canto,
em silêncio, silêncio

Desperto e ativo como
uma lâmina depara
o acaso, Anfion.
(…)

Diz a mitologia
(arejadas salas, de
nítidos enígmas
povoadas, mariscos
ou simples nozes
cuja noite guardada
à luz e ao ar livre
persiste, sem se dissolver)
diz, do aéreo
parto daquele milagre:
Quado a flauta soou
um tempo se desdobrou do
tempo, como uma caixa
de dentro de outra caixa.

3. Anfion em Tebas
(…)

“Esta cidade, Tebas,
não a quisera assim
de tijolos plantada,

que a terra e a flora
procuram reaver
a sua origem menor:

Como já distinguir
onde começa a hera, a argila,
ou a terra acabada?

Desejei longamente
liso muro,e branco,
puro sol em si

como qualquer laranja;
leve laje sonhei
largada no espaço.

Onde a cidade
volante, a nuvem
civil sonhada?”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: